Press "Enter" to skip to content

AS ECONOMIAS IBÉRICAS CRESCEM COM ABRANDAMENTO

O crescimento do PIB no primeiro trimestre do ano das economias ibéricas foi diferente em Portugal e em Espanha.

Portugal cresceu 2,7% do seu PIB em relação ao período homólogo do no passado. Já Espanha esse aumento foi de 0,7%.

Porém, já se nota um abrandamento no crescimento do PIB nas economias ibéricas.

O Instituto Nacional de Estatística (INE) de Portugal revelou que uma desaceleração em relação ao último trimestre de 2017.

Assim, nos últimos três meses do ano passado o crescimento do PIB foi de 2,4% em relação ao mesmo período de 2016. E mais de 0,7% em comparação com o 3º trimestre de 2017.

O nível de aumento do PIB não teve a mesma performance no primeiro trimestre de 2018, pois o crescimento do PIB foi apenas de 0,4% em relação ao último trimestre de 2017.

As razões apontadas no relatório do INE consistem numa menor procura interna que apenas aumentou 0,1% (de 2,5% para 2,6%) em relação ao trimestre anterior, o investimento subiu 0,2% (6,4% para 6,6) também para o idêntico período.

Em Espanha, o crescimento é o mesmo desde o terceiro trimestre de 2017: 0,7% do PIB.

Estes dados são fornecidos desta vez pelo INE espanhol.

As razões que justificam o frenar da economia passa por: um consumo privado menos expansivo e um rendimento mais fraco do sector do turismo devido à temporalidade.

Todavia, o Banco de Espanha é mais optimista, elevando a sua previsão para o crescimento do PIB espanhol para o presente ano 2,7%.

Segundo o Banco Central de Espanha, o desagravamento das tensões políticas entre a generalitat da Catalunha e o Estado espanhol contribuiram para a estabilização e para o crescimento do ambiente económico nessa comunidade autonómica de Espanha.

Voltando a Portugal, o seu Banco Central prevê que o PIB português aumente em 2018 em 2,35% em comparação com o ano anterior.

E também estima que no final deste ano, Portugal recuperá a riqueza perdida desde a crise financeira e da intervenção da indesejada Troika.

 

 

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *