Press "Enter" to skip to content

“LA RAYA IBÉRICA” JÁ FOI LANÇADA

Rate this post

No início deste mês foi a lançada “La Raya Ibérica”, um livro da autoria do professor universitário de Geografia e História Moisés Cayetano Rosado.

O local do encontro foi a Residencia Universitária da Fundación Caja Badajoz (RUCAB), onde o autor explicou que “’La Raya ibérica foram 50 anos de criação, reflexão, crítica, ensino, história e emigração que desenvolvi desde os 16 anos”.

Conforme escreve Moisés Cayetano no seu blogue, La Raya Ibérica é também uma análise histórica e social da fronteira, onde hoje é Portugal e Espanha.

Conta-nos as grandes movimentações militares, políticas e sociais da Raya Ibérica, desde o século XII até aos dias de hoje, ou seja desde dos primórdios do condado portugalense até à cooperação fronteiriça luso-espanhola que hoje assistimos graças à União Europeia.

Refere que a Raya Ibérica como um “espacio de enfrentamientos fronterizos, de lo que es testimonio presente un patrimonio fortificado de extraordinario valor, construido con el sudor, el esfuerzo, el sacrificio, de los habitantes de un lado y otro de la frontera”.

Destaca também o fluxo migratório das gentes da Raya Ibérica, já este território nunca foi muito industrializado, e que propiciou em período concretos “y espectacular ha sido la “huida” migratoria rayana -en busca de trabajo y mejores perspectivas de futuro, que tanta huella ha dejado en la literatura y la canción de los artistas de la zona- a lo largo del siglo XX, especialmente durante los años del “desarrollismo europeo”, de 1960 a 1975, que vació demográficamente esos espacios”

Também enaltece a figura de Gerardo Sem-Pavor, o conquistador de Évora aos mouros, como espécie de Cid “raiano” “de un singular guerrero portugués por la Raia/Raya alentejano-extremeña -esa especie de Cid lusitano que fue Geraldo Sem Pavor-, como me la llaman los levantamientos defensivos en la zona durante la Baja Edad Media, proseguidos en el Renacimiento con nuevas técnicas adaptadas a la irrupción de la artillería”

A Raya Lusitana de Moisés Cayetano é mais um excelente contributo para analisar e compreender a fronteira luso-espanhola

A Fundação Caja de Badajoz aproveitou por explicar em nota de imprensa que colabora desde 2016 com Moisés Cayetano com o objectivo de pôr à disposição dos cidadãos da  fronteira hispano-lusa o fruto de uma investigação e reflexão que começou com a publicação de ‘Tesouros da Raia hispano-lusa”.

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *