Press "Enter" to skip to content

GOOGLE PREFERE LISBOA A MADRID

A capital portuguesa continua na crista do mediatismo e agora da tecnologia. E a gigante Google prefere Lisboa a Madrid para instalar em Portugal um centro de operações internacionais.

Quando o primeiro-ministro português, António Costa, anunciou no Fórum de Davos o primeiro grande investimento da tecnológica norte-americana, estava previsto inicialmente a criação de 535 postos de trabalho.

Agora a Google reforça o investimento em mais 800 postos de trabalho, e com uma ampliação de 6000 metros quadrados (m2) para o seu centro internacional que estará instalado no Lagoas Park em Oeiras.

Sendo assim, o actual projecto da Google para Portugal terá uma força de trabalho de cerca de 1300 trabalhadores e uma área total de 13.000 metros quadrados (m2) para o seu novo centro de operações internacionais para fornecedores.

Eurico Brilhante, o secretário de Estado para a internacionalização de Portugal declarou que a captação de este investimento “foi um processo muito competitivo que ganhámos a outros países, nomeadamente a Espanha”.

A Google prefere então Lisboa a Madrid na gestão do seu investimento na Europa.

Aliás, Portugal passa a ser o segundo país da Europa, logo atrás da Irlanda, aonde está localizada a sede europeia da Google, com mais postos de trabalho.

Ultrapassando agora Espanha, e a sua capital Madrid, onde está instalado um campus de apoio às startups, também conhecido por “Campus Madrid”, dando trabalho a mais de 200 pessoas.

O espaço que estará localizado por sua vez no Lagoas Park é conhecido internamente como GOVO (Google Owned Vendor Occupied), significando que grande parte das contratações serão efectuadas pelas empresas fornecedoras da Google.

A subcontratação é uma prática muito comum na indústria tecnológica, de forma a baixar os custos laborais. Mesmo assim, no segundo semestre de 2018, a Alphabet (a proprietária da Google) tinha mais de 89 mil trabalhadores sob a sua responsabilidade.

Para além deste centro de operações, esta empresa originária da Califórnia anunciou também muito recentemente mais outro projecto para Portugal: uma academia-piloto.

Esta academia é a primeira do género na Europa, e que tem o objectivo de formar cerca de 3.000 programadores de Android.

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Mission News Theme by Compete Themes.