Press "Enter" to skip to content

VINHOS PORTUGUESES PARA DEGUSTAR EM MADRID

Rate this post

Mais de 40 adegas vão apresentar os seus vinhos portugueses para degustar no Hotel Palace Westin em Madrid.

O encontro entre os produtores portugueses e os madrilenos está marcado para o próximo dia 25 de Março.

Portugal decanta já vai na sua terceira edição e é organizado pela empresa Verema e pelos distribuidores especializados de Terras de Portugal, e conta ainda com a colaboração de Vini Portugal e da agência portuguesa para o investimento (AICEP – Portugal Global).

Portugal Decanta III é o sinónimo de grandes vinhos portugueses para degustar de todas as suas regiões e provenientes de 12 denominações de origem.

Neste encontro estarão presentes vários profissionais do sector vitícola como: sommeliers, distribuidores, importadores e exportadores.

Para melhor entender e desgustar os vinhos portugueses, estarão disponíveis várias master classes que serão apresentadas por Luís Ramos.

A apresentação oficial de Portugal Decanta III – grandes vinhos portugueses para degustar terá lugar mo mesmo dia 25 de Março, pelas 11.30 no Hotel Palace Westin Madrid, contará entre outros com a presença de Francisco Menezes de Ribeiro, o Embaixador de Portugal em Espanha.

Programa

Provas temáticas comentadas:

11:00 – Vinhos velhos

13:30 – Grandes vinhos brancos

17:30 – Grandes vinhos tintos

19.30 – Vinhos fortificados

12:00 – 21:00 Showroom

A Organização Internacional de Vinhos (OIV) revelou que em 2017, a produção de vinho na Europa ocidental foi historicamente baixa, devido às alterações climatéricas.

Mesmo assim, em Portugal foram produzidos 6,6 Mhl.

A par de Roménia, Húngria e Aústria foram os únicos países europeus a aumentarem a sua produção.

Actualmente os vinhos portugueses em termos de produção estão em 5º lugar, depois de Itália, França, Espanha e Alemanha.

A primeira referência ao consumo de vinho em Portugal foi de Estrabão, filósofo e historiador da Antiga Grécia, escrevia na sua obra literária Geographia, donde observava os habitantes onde hoje se situa o nordeste de Portugal a degustar a bebida de Baco.

Já a primeira referência à produção de vinho está descrita no livro de Datas do Convento de Fiães no ano de 989.

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *