Press "Enter" to skip to content

VINHOS PORTUGUESES PARA DEGUSTAR EM MADRID

Mais de 40 adegas vão apresentar os seus vinhos portugueses para degustar no Hotel Palace Westin em Madrid.

O encontro entre os produtores portugueses e os madrilenos está marcado para o próximo dia 25 de Março.

Portugal decanta já vai na sua terceira edição e é organizado pela empresa Verema e pelos distribuidores especializados de Terras de Portugal, e conta ainda com a colaboração de Vini Portugal e da agência portuguesa para o investimento (AICEP – Portugal Global).

Portugal Decanta III é o sinónimo de grandes vinhos portugueses para degustar de todas as suas regiões e provenientes de 12 denominações de origem.

Neste encontro estarão presentes vários profissionais do sector vitícola como: sommeliers, distribuidores, importadores e exportadores.

Para melhor entender e desgustar os vinhos portugueses, estarão disponíveis várias master classes que serão apresentadas por Luís Ramos.

A apresentação oficial de Portugal Decanta III – grandes vinhos portugueses para degustar terá lugar mo mesmo dia 25 de Março, pelas 11.30 no Hotel Palace Westin Madrid, contará entre outros com a presença de Francisco Menezes de Ribeiro, o Embaixador de Portugal em Espanha.

Programa

Provas temáticas comentadas:

11:00 – Vinhos velhos

13:30 – Grandes vinhos brancos

17:30 – Grandes vinhos tintos

19.30 – Vinhos fortificados

12:00 – 21:00 Showroom

A Organização Internacional de Vinhos (OIV) revelou que em 2017, a produção de vinho na Europa ocidental foi historicamente baixa, devido às alterações climatéricas.

Mesmo assim, em Portugal foram produzidos 6,6 Mhl.

A par de Roménia, Húngria e Aústria foram os únicos países europeus a aumentarem a sua produção.

Actualmente os vinhos portugueses em termos de produção estão em 5º lugar, depois de Itália, França, Espanha e Alemanha.

A primeira referência ao consumo de vinho em Portugal foi de Estrabão, filósofo e historiador da Antiga Grécia, escrevia na sua obra literária Geographia, donde observava os habitantes onde hoje se situa o nordeste de Portugal a degustar a bebida de Baco.

Já a primeira referência à produção de vinho está descrita no livro de Datas do Convento de Fiães no ano de 989.

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *