Press "Enter" to skip to content

PORTUGAL É SINÓNIMO DE PAZ

Com a divulgação do relatório anual do Índice Global de Paz confirma que Portugal é sinónimo de Paz.

Já são 13 anos que o Instituto para a Economia e Paz, que tem a sua sede em Sydney (Austrália) promove um relatório para avaliar a qualidade da paz no mundo.

Este ano Portugal subiu três lugares, alcançando assim o 3º lugar a nível global.

Se Portugal é sinónimo de paz, que está em consonância com o top 10 desde estudo, pois 6 países europeus estão nos primeiros lugares.

Espanha continua o piorar a sua posição. Desceu 3 posições, ocupando agora o lugar 32. E as expectativas para o próximo ano não são muito animadoras, devido ao diferendo entre independentistas catalães e o Estado espanhol. E os últimos acontecimentos revelam uma tensão cada vez maior e com mais violência.

Contrariamente a Portugal veio sido elogiado em diversas áreas, e agora é reconhecido mais uma vez como um sinónimo de paz, os dez piores países para viver são:

Afeganistão

Síria

Sudão do Sul

Iémen

Iraque

Somália

República Centro Africana

Líbia

República Democrática do Congo

Rússia

Já o top 10 dos países mais pacíficos do mundo é composto por:

Islândia

Nova Zelândia

Portugal

Áustria

Dinamarca

Canadá

Singapura

Eslovénia

Japão

República Checa

São várias as componentes para a elaboração deste índice global da paz. No que diz respeito ao domínio da segurança, os países mais seguros são:

Islândia

Singapura

Noruega

Suíça

Japão

Do lado oposto, os mais inseguros são

Afeganistão

Sudão do Sul

República Centro Africana

Iraque

República Democrática do Congo

Para além do critério da segurança, os outros factores que influem este relatório são: percepção para a criminalidade, conflitos externos e internos, taxa de encarcelamento, a intensidade dos conflitos internos, manifestações violentas, o impacto do terrorismo, armas nucleares e pesadas, mortes dos conflitos externos e internos, importação de armas, crimes violentos, instabilidade política, as relações com os países vizinhos, o acesso às armas, taxa de policiamento, taxa de homicídios, taxa de militarização da sua população, gasto militar, taxa de refugiados e contribuição para o fundo para a manutenção da paz das Nações Unidas.

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *