Press "Enter" to skip to content

AS CHAMADAS DE EMERGÊNCIA IRRESPONSÁVEIS

Num estudo elaborado pela Comissão Europeia, alertou para as irresponsáveis chamadas de emergência. E infelizmente os portugueses estão no topo dessa lista.

Este estudo foi realizado pelo Comité de Comunicações da Comissão Europeia denominado “implementation of the single European emergency number 112”,  revelou em geral o mau uso das chamadas de emergências por parte dos cidadãos europeus.

Um dos critérios mais importantes deste estudo como é as chamadas falsas, demonstra como os cidadãos europeus são irresponsáveis no momento de fazer uma chamada de emergência.

E em termos geográficos este critério é bastante heterogéneo.

Os gregos ocupam o topo deste indesejado critério com 95% das chamadas para o 112 são falsas.

Portugal por sua vez ocupa um indecoroso 3º lugar com 65% das chamadas de emergência falsas.

Os 10 países europeus com mais chamadas falsas são:

1º Grécia com 95%

2º Luxemburgo com 75%

3º Portugal com 66%

4º Lituânia com 60%

5º Húngria com 59%

6º República Checa com 51%

7º Polónia com 46%

8º Irlanda com 46%

9º Roménia com 45%

10º Reino Unido

Do lado inverso, destaque para Espanha que apenas 14% de de chamadas falsas.

Assim, os países europeus com menos chamadas falsas são:

1º Malta com 13%

2º Espanha com 14%

3º França com 16%

4º Finlândia com 19%

5º Bélgica com 21%

Outro critério de grande relevância que foi avaliado neste estudo foi o tempo que cada país demora a atender uma chamada de emergência.

Neste aspecto a eficiência no atendimento é conseguido pelo Reino Unido e pela Irlanda.

O Reino Unido e a Irlanda conseguem uns impressionantes 0,5 e 0,8 segundos respectivamente para atenderem as chamadas de emergência.

Os 10 países mais eficientes no atendimento de chamadas de emergência são:

1º Reino Unido com 0,5 segundos

2º Irlanda com 0,8 segundos

3º Eslováquia com 2,8 segundos

4º Holanda com 3 segundos

5º Roménia com 3,9 segundos

6º República Checa com 4,6 segundos

7º Malta com 4,8 segundos

8º Estónia com 5 segundos

9º Finlândia com 5 segundos

10º Lituânia com 5 segundos

Já os países ibéricos encontram-se no meio desta tabela.

Espanha demora em média 5,5 segundos para atender uma chamada de emergência. Já Portugal demora em média 6 segundos.

Quanto aos países europeus com menor eficiência no atendimento de chamadas de emergência são:

1º Suécia com 12,7 segundos

2º Bélgica com 10,8 segundos

3º Polónia com 10,1 segundos

4º França com 10 segundos

5º Aústria com 9,2 segundos

6º Itália com 9,1 segundos

7º Chipre com 9 segundos

8º Bulgária com 7,4 segundos

9º Letónia com 7 segundos

10º Dinamarca com 7 segundos

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Mission News Theme by Compete Themes.