Press "Enter" to skip to content
Expansão da Mercadona en Portugal continua

Mercadona tem o Norte de Portugal aos seus pés

No passado mês de Abril, Juan Roig, Presidente de Mercadona, apresentou os resultados do maior grupo retalista alimentar de Espanha. Quanto aos número de Portugal ficámos a saber que o Norte de Portugal gosta de Mercadona.

Foi a partir  de um dos centros de co-Inovação de Mercadona, em Valência, que foram divulgados os resultados de 2020.

Mesmo em ano de pandemia, os 20 supermercados de Mercadona no Norte de Portugal facturaram cerca de 186 mihões de euros.

Nesta conferência mostrou a sua satisfação sobre o comportamiento do mercado de Portugal, onde já investiu cerca de 113 milhões de euros, e pagou em impostos 32 milhões de euros em 2020.

Mercadona: Do Norte de Portugal para o resto do país

O plano de expansão para 2021 para Portugal prevé a abertura de mais 9 lojas. As cidades seleccionadas são Guimarães, Vila Nova de Famalicão, Porto, Matosinhos, Vila do Conde, Felgueiras, Valongo, Santa Maria da Feira e Espinho.

Consequentemente a sua força de trabalho continuará a aumentar. Até ao final de 2021 serão criados 500 postos de trabaho, “com contrato efectivo desde o primeiro dia de trabalho”, que somam aos mais de 1.700 já contratados. 

Portugal é o primeiro país da internacionalização de Mercadona. Começando no norte de Portugal (no distritos de Braga, Porto e Aveiro) este grupo empresarial sediado em Valência está apostando forte nos produtores de alimentos portugueses. Até ao momento já foram comprados 369 milhões de euros aos fornecedores portugueses do sector agroalimentar, dos quais 80% são exportados para os seus supermercados em Espanha.

Juan Roig sente-se muito satisfeito com esta aposta em Portugal e nos produtores portugueses, que é mais um contributo para dar mais qualidade aos produtos que são vendidos nos seus supermercados “comprámos o dobro do que vendemos em Portugal”.

Entretanto Mercadona já prepara a sua entrada na Grande Lisboa, com a aquisição em Almeirim (no distrito de Santarém e a 60 kms de Lisboa) de um terreno com mais de 410 mil metros quadrados, para instalar um grande centro logístico.

Este grande centro logístico de Almeirim servirá para apoiar a entrada dos supermercados Mercadona na grande Lisboa, que até previsto que ocorra em 2022.

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.