Press "Enter" to skip to content

Sérvia: Uma Pedra Preciosa Distante e uma Terra de Oportunidades

Suponho que, ao verem que a autora do artigo é a Embaixadora da Sérvia, irão presumir o motivo pelo qual o meu país é definido como uma pedra preciosa no título. Presumo também que irão começar a supor do porquê a ter chamado de distante. Talvez se perguntem quais as oportunidades que a Sérvia tem para oferecer…

É com grande prazer que aceitei escrever um artigo para a Raia Diplomática sobre o nosso país maravilhoso, que represento, desejando apresentar o melhor a vós, para que não tenham que supor. Ou, melhor ainda, que com os novos conhecimentos sobre a Sérvia, comecem a questionar-se cada vez mais sobre ela, de modo a que um dia decidem embarcar num avião e conhecê-la pessoalmente. Isso agora é muito simples – com a nossa companhia nacional Air Serbia, que opera voos para Portugal cinco vezes por semana (três vezes para Lisboa e duas vezes para o Porto). Os aviões da nossa capital, Belgrado, estão sempre cheios, pois os nossos compatriotas desejam experienciar e conhecer Portugal sobre o qual tanto ouviram falar e leram, para verem com seus próprios olhos “Portugal, o país verde”, como foi designado pelo o nosso vencedor do Prémio Nobel de Literatura, Ivo Andrić.

Em apenas três horas e meia de voo de Lisboa, a nossa cidade de Belgrado pode ser chamada de distante, como mencionei no título – não apenas por se localizar numa extremidade da Europa, mas também porque se sabe relativamente pouco sobre a Sérvia em Portugal. Nós, de facto, não temos mar, mas temos rios maravilhosos. A norte, temos uma planície grande e fértil designada por Voivodina, como também montanhas com resorts famosos de esqui no sul, como o Kopaonik. No leste, temos a Felix Romuliana, um sítio arqueológico que está na Lista do Património Mundial da UNESCO, que pode ser visitado como parte de uma tour turística dedicada aos imperadores romanos, dos quais 17 nasceram no território da atual Sérvia. Estamos orgulhosos de que na Lista do Património Imaterial da Humanidade da UNESCO encontra- se também a nossa dança nacional, o kolo, assim como a nossa bebida nacional, a rakia.

Estamos orgulhosos que Belgrado tenha vencido uma competição muito importante, para o concurso para ser a cidade anfitriã da Exposição Especializada EXPO, que acontecerá em 2027. Acreditamos que Belgrado, a cidade que cruza as culturas, onde o Oriente e o Ocidente se encontram, ambos entrelaçados na nossa cultura.

Ana Ilic, Embaixadora da Sérvia em Portugal

A Sérvia tem cerca de 7 milhões de habitantes, dos quais dois milhões vivem na capital, Belgrado. A Cidade Branca, como o seu nome é traduzido, que realmente cobre se de branco com a neve no inverno, mas durante a primavera florida e o verão longo e quente, vive às margens dos seus dois rios, o Danúbio e o Sava, e na praia que possui quilômetros de extensão no centro da cidade, a Ada Ciganlija, onde pode desfrutar de almoços em muitos dos restaurantes flutuantes, tomar um café ou ler algo à sombra das árvores. Belgrado é uma metrópole que nunca dorme e pode se orgulhar da sua vida noturna incrível, pela qual é conhecida na região, assim como de uma vida cultural muito diversificada – se você é um amante do teatro, nem precisa conhecer o idioma que falamos, o sérvio, para desfrutar da magia, pois alguns dos nossos teatros oferecem legendas em inglês nas peças. Se é um fã de ciência, a nossa cidade de Belgrado oferece no Museu Nikola Tesla, que foi o nosso compatriota. Assim como Marina Abramović, onde poderá aprender mais no Museu de Arte Contemporânea.

Quanto a nossa história… Provavelmente já ouviram falar, mas não conseguirão observar muito dela em Belgrado, pois ao longo da sua história milenar (sim, milenar – Vinča, um assentamento na periferia da nossa cidade, é um dos assentamentos pré-históricos mais significativos), a cidade de Belgrado foi quase 40 vezes destruída, incluindo três vezes somente no século passado, o século XX. O que certamente poderão sentir, não importa quão breve seja a estadia, o espírito da cidade, a resiliência, a faísca da sua energia que faz com que ela se levante como uma fênix após cada destruição e continue a viver… A viver e a triunfar.

Belgrado

Estamos orgulhosos que Belgrado tenha vencido uma competição muito importante, para o concurso para ser a cidade anfitriã da Exposição Especializada EXPO, que acontecerá em 2027. Acreditamos que Belgrado, a cidade que cruza as culturas, onde o Oriente e o Ocidente se encontram, ambos entrelaçados na nossa cultura, uma mistura única que pode ver a cada passo, por meio das suas relações amistosas com todo o mundo, contribuir para a promoção do potencial de toda a nossa região, e até da Europa do Sudeste. O facto da nossa casa estar num cruzamento, que historicamente nem sempre foi a posição mais favorável, pode no futuro ser a nossa vantagem, estabelecendo-nos como uma ponte entre os países e os povos, uma ponte de cooperação que aguardamos com expectativa para o ano de 2027.

Com Portugal, partilhamos o papel de ponte entre os povos, e também mais de 140 anos de história em conjunto– pelo menos às oficiais, desde que estabelecemos as relações diplomáticas em 1882. Com Portugal, espero, no futuro, compartilhar também cada vez mais as iniciativas económicas, apoiando desde já as nossas relações boas presentes e aprimorando as bases saudáveis de cooperação que já existem, das quais os sucessos alcançados pela a nossa cientista Dra. Jelena Vladić,vencedora, pela as suas pesquisas na Universidade NOVA, do prémio da UNESCO para os melhores jovens cientistas, é a melhor prova.

Que a nossa cooperação seja coroada com resultados brilhantes e que sejam bem-vindos – primeiro para conhecer e relaxar, e depois, em 2027, para a EXPO no qual já estamos a trabalhar e onde iremos os receber-vos com alegria.

A Embaixadora Ana Ilić assumiu seu cargo como Embaixadora da República da Sérvia em Portugal no dia 17 de novembro de 2022. Desempenhou anteriormente como Conselheira de Política Externa do Presidente da Assembleia Nacional da República da Sérvia de 2020 a 2022. Entre 2017 e 2020, ocupou o cargo de Vice-Chefe de Gabinete do Ministro dos Negócios Estrangeiros da Sérvia.

De 2013 a 2017, a Embaixadora Ana Ilić desempenhou funções na Missão Permanente da República da Sérvia junto às Nações Unidas em Nova Iorque como coordenadora política para questões do Conselho de Segurança. Entre 2009 e 2013, trabalhou no Ministério dos Negócios Estrangeiros como Primeira Conselheira no Departamento para a União Europeia e Conselheira no Departamento de Política de Segurança.

Entre 2005 e 2009, serviu na Missão Permanente da República da Sérvia junto às Nações Unidas em Nova Iorque, lidando com questões dos direitos humanos e das políticas. Em 2004, atuou na Embaixada da República da Sérvia e Montenegro nos Países Baixos, durante a presidência holandesa da União Europeia.

Ingressou no serviço diplomático sérvio em 2002 e, após concluir seus estudos na Academia Diplomática, atuou como Adida e Terceira Secretária no Departamento para a União Europeia de 2002 a 2004.

A Embaixadora Ana Ilić é mestre em Ciências Econômicas, formada em Economia pela Universidade de Belgrado. Nasceu em 7 de novembro de 1973. 

Be First to Comment

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *