Press "Enter" to skip to content

Posts published in “Opinião”

Oportunidades de Investimento em Energia Renovável no Brasil

Embora não apresentem um potencial produtivo tão elevado quanto as fontes tradicionais, as fontes de energia renovável atendem às necessidades presentes sem comprometer a qualidade de vida das gerações futuras. Assim, a fim de identificar as novas oportunidades de investimento, serão abordados, neste artigo, os principais projetos brasileiros voltados à produção de energia limpa. Nota-se que o Brasil vem apresentando grande evolução no campo da…

O Extremar do Mundo Inquietante

A história dos factos não engana. O extremar do mundo inquietante está presente em multiplos sectores da política e da sociedade civil. Uma das virtudes da globalização e da construção de organizações pan-nacionais, é a sua capacidade de criar foros de debate sobre os assuntos que mais preocupam os governos desses países. Sendo o diálogo um aspecto deveras importante para a consolidação das relações para…

A Ausência da Grande Política Internacional

No final de 2021 o tempo político de Angela Merkel tinha terminado. Na Alemanha era carinhosamente apelida de “mutti” (mãezinha), já na agora o seu legado é mais difuso. Continuará a Europa estar numa ausencia da grande política internacional? Históricamente o inicio do declinio da Europa como centro do Mundo ocorreu com o fim da II Guerra Mundial. Depois da sua reconstrucção material e moral,…

Insistindo no nosso rumo

Começamos mais um ano ainda com a sombra da pandemia. A nossa sociedade global tem agora que viver no seu “novo normal”. Quanto a nós, Raia Diplomática continuamos insistindo no nosso rumo.

Discurso de Bruno Caldeira na I Cena Raia Diplomática

Querida Verónica, Estimada Senhora Embaixadora Mónica Bolaños de Guatemala, Estimado Senhor Embaixador Abel Coelho de Mendonça da Guiné-Bissau, Estimados Senhores representantes das embaixadas da Costa Rica, República Dominicana e Haití, Estimados leitores da revista Raia Diplomática, Estimados amigos e convidados. Hoje é um dia muito importante para a Raia Diplomática: Primeiro, porque é a nossa I Cena. Segundo, Porque ao fim de tantos meses muito…

Escrever uma nova identidade

De alguns anos a essa parte faço sempre uma menção no dia 1 de Junho, à celebração da carta foral de Bemposta do Campo. Mas está na altura de alterar tudo isto, e até mesmo de escrever uma nova identidade. Escrever uma nova identidade não significa rasurar todas as sensações e emoções que foram sentidas durante todos estes anos. Imaginar e pensar uma nova identidade…

As Organizações Internacionais e Moçambique

A inércia da Comunidade Internacional e a ineficácia das organizações internacionais devem repensar o modelo vigente como o mundo está políticamente organizado. E Salvar Cabo Delgado é um objectivo imediato e crucial para o mundo. Moçambique não tem sorte. Depois de uma guerra de independência contra o colonialista Portugal, uma atroz guerra civil, tensões sociais e políticas constantes, desastres naturais, e agora o Daesh. Infelizmente…

O Perigo Efectivo do Populismo

A História tem vários exemplos de movimentos populistas que lograram os seus objectivos. E no passado mês de Janeiro verificamos o perigo efectivo do populismo. As sociedades actuais revelam ao segundo as façanhas do seu indivudualismo. Hoje, o egocentrismo digital está na moda. A política como actividade humana, o egocentrismo sempre esteve presente nas suas acções. Aliás, quem conhece um pouco dos meandros do funcionamento…

A REPUGNANTE EUROPA E A INGENUIDADE

Os tempos passam, os anos se consomem e a repugnante Europa se destaca, quando os seus valores fundamentais se esfumam. Jurgen Habernas tem uma importante observação sobre a bipolaridade dos direitos ao referir: “como Janus os direitos têm duas faces: uma moral e outra jurídica. (1) Um dos últimos Conselhos Europeus extraordinário também esteve muito bipolarizado. A Europa do sul que defende os eurobonds (a…

A FALTA DE CONSCIÊNCIA GLOBAL E O COVID 19

O mundo assistia serenamente e quase indiferente à expansão abrupta do covid-19 na China. Apesar dos avisos da Organização Mundial da Saúde (OMS), a falta de consciência global foi tremenda. Por saturação do discurso do politicamente correcto, o facilitismo que a internet e os seus serviços oferecem, a comunicação instantânea e o stress que os cidadãos da geração 4.0 ou 5.0 estão sujeitos, alguns valores…

UMA REVISTA DIPLOMÁTICA PARA O MUNDO

Agora é o tempo para projectar 2020, e a Raia Diplomática como revista diplomática lança aqui algumas ideias que possam melhorar o nosso mundo. Desde a nossa criação sempre acreditamos no valor das relações globais e no multiculturalismo. Porém, esses valores que pareciam muito fortalecidos nas sociedades ocidentais, são agora fortemente contestados. Basta olhar para a América de Trump e o Reino Unido de Boris…

OS EQUÍVOCOS DO TSUNAMI DEMOCRATIC

Muitas vezes o uso do “copy and paste” nas relações sociais e no âmbito da política pode ter um resultado inesperado. E os equívocos do Tsunami Democratic estão à vista. Este “copy and paste” das manifestações de Hong Kong para a Catalunha, como é evidente não podia ter o mesmo resultado. As razões de índole social e política fizeram crescer os equívocos do Tsunami Democratic.…

DISCURSO DE BRUNO CALDEIRA NA FESTA DO I ANIVERSÁRIO DA RAIADIPLOMATICA.INFO

Muito obrigado Pilar! Boa tarde a todos! Antes de mais quero agradecer à Eventbrite por acolher em sua casa a celebração do I Aniversario da RaiaDiplomatica.info. Uma empresa made in Silicon Valley que está apostando forte em Espanha com a criação do Centro Tecnológico para Europa. Saúdo a Eventbrite por essa decisão. A vida está cheia de dicotomias. Essa característica bem humana. Para a mesma…

QUO VADIS EUROPA?

Por altura da discussão do projecto do Tratado Europeu, a azáfama era muita. Era o tempo do mediático lema “integração europeia”. Mas hoje, questionamos: Quo vadis Europa? Ao fim de quase duas décadas verificamos uma desconstrução europeia. E essa desconstrução tem como exemplo maior o Brexit. Quo vadis Europa? Anteriormente todos os sonhos e utopias podiam ser imaginados. Havia quem falasse e reflectisse sobre uma…

A MENSAGEM SUBLIME DA REVOLUÇÃO DOS CRAVOS

Como dizia a canção de João Mário Branco “mudam-se os tempos mudam-se as vontades”, e hoje a mensagem sublime da Revolução dos Cravos não se pode desvanecer nas brumas do tempo. Talvez a Revolução dos Cravos, a portuguesa, seja de todas as revoluções a mais romântica, parecendo mesmo que saiu de alguma produção de Holywood. Várias cenas cómico-hilariantes foram realizadas pelos Capitães de Abril. Um…

O MISERÁVEL ESQUECIMENTO

Quando a nossa capacidade de recordar não está bem, o esquecimento é uma constante da vida. Pior que o esquecimento patológico, é só mesmo o político: esse miserável esquecimento. A vida humana e as suas vicissitudes podem transformar o desenvolvimento dos países, das cidades e das suas populações. Tal situação ocorreu com a cidade de Madrid, quando em Junho de 1561, Filipe II mudou a…

A COMUNIDADE IBÉRICA: RELATOR, DELÍRIO OU NECESSIDADE

Em 2013 cheguei a escrever um pequeno ensaio sobre um maior estreitamento nas relações luso-espanholas denominado: A Comunidade Ibérica: o federalismo espanhol e Portugal. Para muitos a união, a federação ou a comunidade têm o mesmo significado. Os mais distraídos poderão pensar que todos esses termos estão ligados com o iberismo. Nos últimos anos, a corrente iberista (aquela que defende o unionismo ou o federalismo…

O KEYSIANISMO

É designado por keynesianismo o conjunto de doutrinas formuladas pelo economista inglês John Meynard Keynes. Ideias estas que propunham a intervenção estatal na vida econômica com o objetivo de conduzir a um regime de pleno emprego. As teorias de Keynes tiveram enorme influência na renovação das teorias clássicas e na reformulação da política de livre mercado. Acreditava que a economia seguiria o caminho do pleno…

O CONTEXTO HISTÓRICO NA VIDA DE KEYNES (III)

A afluência em massa aos teatros e cinemas, a idolatarização de novos heróis, o consumo exagerado, a superprodução, o desequilíbrio na distribuição da riqueza e a especulação bolsista foram os ingredientes necessários para a crise mundial que se adivinhava. Porém, a crise de 1929 se iniciou na bolsa de Wall Street, em Nova Iorque, nos Estados Unidos da América, e propagou-se por todo mundo, e…